Amavam-se

Amavam-se no silêncio,
unia-os um amor sem som, sem ar, sem boca,
unia-os apenas olhares e palavras perdidas em linhas desastrosamente rabiscadas.
Pouco tinham ouvido a voz um do outro,
guardavam apenas as palavras partilhadas,
os poemas,
as dores,
as vidas de outros desconhecidos,
e as suas.
Nada mais queriam fazer,
a não ser sentir o amor em palavras,
e nesta forma de amar,
se eternizarem os dois.

Diana

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: