Amor Partilhado Category

Pais, deixem os filhos viver

Pais, porque têm medo que os vossos filhos errem? Pais, porque os querem meter numa jaula dourada e protegê-los como se fossem pássaros bebés uma vida inteira? Pais, porque têm tanto medo que os vossos filhos sofram? Pais, porque não deixam os vossos filhos viver? Vejo todos os dias pais a sofrerem e altamente ansiosos […]

Ler Mais

Os filhos do divórcio

É comum ouvir que os divórcios trazem à tona o pior das pessoas. Aqueles que em tempos faziam juras de amor, parecem agora querer fazer juras de dor, com o anunciar de uma separação. O apego, o desespero, a frustração, a perda, ou o que quer que seja transforma, cada vez mais, os divórcios em […]

Ler Mais

Amavam-se

Amavam-se no silêncio, unia-os um amor sem som, sem ar, sem boca, unia-os apenas olhares e palavras perdidas em linhas desastrosamente rabiscadas. Pouco tinham ouvido a voz um do outro, guardavam apenas as palavras partilhadas, os poemas, as dores, as vidas de outros desconhecidos, e as suas. Nada mais queriam fazer, a não ser sentir […]

Ler Mais

Não me peças

Não me peças o que não te posso dar. Nāo me peças que mude. Só mudamos quando queremos, não quando os outros querem. Mudarei se assim o entender, se me fizer sentir melhor, se for por ti, será artificial e oca. Mudanças ocas serão sempre vazias de sinceridade, porque se mudasse por ti, continuaria a […]

Ler Mais

Ciumes!

Acredito que as relações não precisam do ciúme para viverem nem para serem acesas.  O ciúme destrói as relações, mina a estabilidade, a espontaneidade, a simplicidade e a vida da própria relação.  O ciúme surge quando um ou os dois elementos da relação não gostam o suficiente de si próprios, não reconhecem o seu próprio […]

Ler Mais

O amor e as suas (in)certezas

“Só vou estar bem se estiver seguro que a pessoa que amo também me ama a mim, com a certeza que nunca me vai abandonar” – não será de todo verdade, por muito que se possa sentir assim. As relações precisam de estabilidade e segurança, precisam de um projecto que deve ser cuidado diariamente em […]

Ler Mais

Não mudas ninguém

Não mudas ninguém, nem podes, nem deves. Só é possível mudares-te a ti mesmo, a mais ninguém. Por muito que aches que tens esse poder dentro de ti acredito que não é verdade, só o próprio tem a capacidade de se mudar, porque quer, porque sente essa vontade, porque está motivado para isso, porque essa […]

Ler Mais

Amor ou posse?

Analisamos os outros constantemente, principalmente aqueles que amamos. Somos peritos em achar que sabemos o que é o melhor para eles, que escolhas devem fazer, que vida devem levar, achando também que precisamos que façam aquilo que achamos melhor para eles e para nós, porque os amamos. Será esta necessidade de querer que o outra […]

Ler Mais

Sempre com amor

Excesso de regra intoxica, ausência de regra desorienta. Excesso de regra stressa, ausência de regra cria ditadores. Excesso de regra abafa, ausência de regra desgoverna. Excesso de regra cria necessidade de confrontar, ausência de regra cria ambivalência e desorganização emocional. Excesso de regra aprisiona, ausência de regra constrói eus insensíveis à sensibilidade dos outros. Precisamos… […]

Ler Mais

Ninguém é de ninguém

Ouve-se com frequência a expressão: “perdi uma relação”, “perdi o meu casamento”, “perdi a pessoa que amo”… mas no fundo, não perdemos nada, porque as pessoas não se adquirem, nem são propriedade de ninguém, e assim sendo, não se perde ninguém porque não se é de ninguém. Aqueles que se vão cruzando nas nossas vidas, […]

Ler Mais